21.3.07

Provocar nostalgia

Era uma vez no espaço
(interpretado por Paulo de Carvalho)










Lá em cima, há planícies sem fim
Há estrelas que parecem correr
Há o Sol e a vida a nascer
Nós aqui sem parar numa terra a girar

Lá em cima, há um céu de cetim
Há cometas, há planetas sem fim
Galileu teve um sonho assim
Há uma nave no espaco, a subir passo a passo

Lá em cima pode ser o futuro
A alegria, vamos saltar o muro
E a rir, unidos num abraço
Vamos contar uma historia

Era uma vez... o Espaço

Lá em cima, já não há sentinelas
Sinfonia toda feita de estrelas
Uma casa sem portas nem janelas
É estenderes os braços e tu estás no espaço!

Fonte da letra: http://lepetitfred.blogspot.com/2006/01/era-uma-vez-no-espao.html
Fonte da imagem: http://sistapaua.blogs.com/photos/uncategorized/eraumaveznoespao.jpg

2 comentários:

Pedro Santos Paulo disse...

Não sabia que também tinhas uma coisa destas...mas também não é de estranhar...muito sinceramente.
Vou voltar mais vezes.

Nuno Costa disse...

Uma das minhas séries de eleição e uma música que me levava a sonhar por entre as estrelas...