30.9.07

Vou dançar à chuva

Desde que partiste
Desejo que a vida te receba de novo, tenhas todo o melhor.
Oxalá estejas bem contigo,
Acredito que consegues seleccionar o bem e enriquecer cada arredor.

Apenas sentimos quando vivemos,
Magoa-se quem opta sonhar no caminho,
Experimenta a felicidade quem saboreia de olhos fechados
E de braços abertos gira ao sabor do vento como um moinho.

Sustenho a minha respiração para seguir. Apenas quem vive pode sentir.

Dói apenas quando te respiro.
A distância não apaga, aumenta a saudade.
Transforma em diamante o pior de um amor,
Mas aproxima-nos do facto de estarmos vivos e em liberdade.

Ando por aí às voltas a respirar sem me ouvir,
Quando me oiço lembro-me de ti.
É isso que quero afastar
E em muitas vezes já o consegui.

Passo bem comigo, não é assim tão mau.
Não me surpreende, não é novo e gosto.
Desprezo o lado sobrevivente da vida, escolho a plenitude.
Passeio devagar para alcançar o mais simples e é nisso que aposto.

Admito que ultrapassei o pior e que agora o sei:
Os sonhos sonhados só morrem quando deixamos de passar os dias a olhar para trás
E a respirar o que foi, gastando energia no que podia ser.
Sustenho mais uma vez a minha respiração e digo ser capaz.

Não precisamos deixar de sonhar
Porque uma prova de obstáculos não foi superada.
Vou deixar a chuva morar na minha janela e dançar ao seu ritmo
Guardando cada gota da vida, dando asas a uma respiração desamarrada.

Deixar-me tocar novamente pelos raios do Sol,
Desde o dia em que amanheci sem te ter,
Não foi fácil, mas aceita-se.
Novas forças conquistei e desde esse dia recomeço sozinha a crescer.

Nunca tornes alguém tudo.
Porque quando esse amor partir
Tu sentes-te só
E acreditas não ter nada para descobrir.
Foto:Chuva na janela:Set2007

5 comentários:

Musico do Canto disse...

Muito bom... parabéns :)

Telmo disse...

É costume dizer-se: quem fala assim não é gago!!!

Amaral disse...

Tudo é verdade! E terminas com o teu aviso, num grito que muita gente escutará como seu.
"Nunca tornes alguém tudo"!
Nunca te esqueças de ti, porque um dia vais precisar de encontrar essa face que esqueceste, em favor de outro alguém.
O certo é que aprendeste com a experiência que vivenciaste.
Agora passas bem contigo, passeias devagar, escolhes a plenitude.
Guardaste cada gota da vida e nunca deixaste de sonhar!
Isso é muito importante, é muito bom!
"De braços abertos" aceita, acolhe e agradece!

quem tecla não chora disse...

O blog está lindo!Bjj:00

Um Momento disse...

Tudo ou nada,um imenso um vazio, um imenso sofrer,
De amor ou dor
Preciso é viver
Não estamos sós!
Eu estou comigo
Tu estás contigo
E quando assim é a força esta lá
Vivamos, não á trizteza, sim á beleza
Do nosso eu, de tanto amor termos para dar
Não estamos sós
Quando gostamos muito de nós...
Adorei este teu texto
Beijo muito , muito sentido
(*)