9.9.07

Janela da Vida

Andava eu pelo escuro... Ao notar uma possível luz. Acendi-a e dei um encontrão numa parede. As osgas rastejam-nas. As pessoas enfrentam-nas. Tentei abrir nela uma porta. Ao não encontrar o puxador, reparei nas janelas: abri uma janela e mirei a vida...
Descolei-me da parede confiante e SALTEI pela janela da minha vida!
Foto:Janelas em Sintra:Set2007

2 comentários:

_aifos_ disse...

"janela da vida"

a metáfora e o comum dos nossos assim muito bem desenhado nestas palavras. apaixonante trecho. ler e voltar a ler :))

Helder disse...

Gostei!

Fez-me lembrar um post que tenho no meu Blog.

Bjs